Quais os erros mais comuns na utilização do protetor solar?

Todo mundo sabe que o protetor solar é indispensável na rotina cuidados com a pele, não é mesmo? Mas, você sabe qual é a forma correta de aplicar o filtro solar? Hoje, o Beleza com Saúde, da ADCOS, separou os erros mais comuns na utilização do protetor solar e como solucioná-los. Confira as dicas!

Há muitas pessoas que ainda acreditam que só é necessária a utilização de um protetor solar durante os dias ensolarados do verão. Se você é uma delas, chegou a hora de esclarecer – de uma vez por todas – esse assunto: mesmo com o sol “escondido” em dias nublados, os raios UVA e UVB têm grande incidência e, por isso, a aplicação do filtro solar é necessária todos os dias, inclusive nos nublados e chuvosos.

Da mesma forma, o protetor solar deve ser aplicado em ambientes fechados, pois a luz visível, que é aquela vinda de computadores, celulares, tablets e televisões, causa diversos malefícios à pele, como manchas e envelhecimento precoce.

Outro erro comum é a não reaplicação do protetor solar: para garantir a proteção ao longo do dia, é necessário que o filtro solar seja reaplicado a cada duas horas e quando houver necessidade, como após suor intenso, exercícios físicos ou limpar-se e secar-se com uma toalha. Conheça nossa linha de protetores solares completa clicando aqui!

Filtro solar para cada tipo de pele

Você sabia que existe um filtro solar para cada tipo de pele? Saiba que a textura e as substâncias influenciam – e muito! – na utilização do protetor solar. E mais: escolher o produto certo para a sua pele é muito importante para evitar problemas como oleosidadeobstrução de porosressecamento e até a acne. Mas fique tranquila: o Beleza com Saúde, da ADCOS, tem algumas dicas para te ajudar a escolher o melhor protetor solar para o seu tipo de pele.

Quem possui pele oleosa deve buscar dermocosméticos com uma textura fluida e livre de óleo, evitando a obstrução dos poros, a produção de sebo e, consequentemente, a acne. Uma boa opção é o Filtro Solar FPS 30 Fluid, que possui toque seco, efeito mate e textura fluida, além de sílicas antibrilho que atuam no controle e redução da oleosidade por 8 horas.

Já a pele sensível necessita de produtos com ação calmante, hidratante e com filtros físicos, que evitem irritações. Nesses casos, o Protetor Solar Máxima Proteção FPS 99 Fluid é a nossa indicação, pois, além de alta proteção UVA, UVB e contra luz visível, ele é indicado para pessoas que precisam de cuidados especiais, como peles sensíveis à exposição solar ou que já tiveram algum tipo de câncer de pele. Para descobrir qual é o protetor solar indicado para o seu tipo de pele, clique aqui.

Proteção solar: atenção às áreas esquecidas

Quando se fala em proteção solar, um outro erro muito comum são as “áreas esquecidas”, como o pescoço, o colo, as orelhas as mãos e os braços. Assim como outras regiões do corpo, elas também precisam de proteção solar, principalmente porque essas áreas permanecem expostas por muito tempo, ficando mais propensas ao surgimento de rugas e manchas.

O ideal é aplicar os dermocosméticos nessas regiões durante a sua rotina de cuidados com a pele, pois, assim, você se acostuma a cuidá-las diariamente. No pescoço e colo, por exemplo, você pode usar os mesmos produtos que aplica na face. Não esqueça também de aplicar o protetor solar nas mãos, uma das áreas que costumam apresentar os primeiros sinais de envelhecimento, já que costumam ser esquecidas na hora dos cuidados diários.

Para essas áreas, aposte em opções como o Protetor Solar Shield Protection FPS 70 Fluid, que conta com um fator de proteção alto e ainda protege a pele das agressões da radiação solar e da poluição. O produto também conta com Vitamina C, que potencializa a ação do protetor solar, além de atuar na melhoria das linhas de expressão e prevenção de manchas.

Remova corretamente o protetor solar

E ao fim do dia, como deve ser feita a remoção do protetor solar? Apesar de muitas pessoas não saberem, o filtro solar também deve ser removido antes de dormir, para evitar a obstrução de poros e possibilitar que a pele fique livre de qualquer resíduo durante a noite.

A maneira correta dependerá das características do protetor solar: os protetores mais leves, em sérum e gel, por exemplo, podem ser removidos com água e um sabonete específico para higienização da pele. Já os filtros solares mais oleosos necessitam de uma limpeza mais completa com uso de demaquilante.

Quem usa protetor solar com cor também deve recorrer ao demaquilante para remover os resíduos da pele. Para finalizar os cuidados diários com a pele, é importante higienizar a pele com um sabonete específico e, em seguida, tonificar e hidratar a pele. Continue acompanhando o Beleza com Saúde, da ADCOS, e saiba como ter uma pele sempre bonita, saudável e protegida!

Conheça outros conteúdos