Adcos

Você sabe qual é o seu tipo de pele?

Muitas pessoas ainda têm dificuldade de saber qual é o seu tipo de pele. Ter essa informação é muito importante pois, a partir dela, sabemos quais os produtos ideais e mais indicados, que se adaptam às necessidades da sua cútis e não causam nenhuma reação contrária. Conheça quais são os tipos de pele que podemos identificar, suas características e as texturas mais indicadas para cada um deles.

A importância de utilizar produtos para o seu tipo de pele

Não é à toa que temos vários tipos de textura em produtos: cada uma é feita para se adaptar da melhor forma aos tipos de pele existentes. Por isso é tão importante identificar as principais características da sua. A identificação é feita baseada no equilíbrio entre a água e as glândulas sebáceas, buscando sempre a igualdade entre as duas partes. Sabendo qual é o seu tipo de pele, você terá um tratamento facial mais específico e voltado às necessidades da sua cútis.

Algumas pessoas usam produtos indevidos, que podem ocasionar problemas e piorar a situação da cútis, ressaltando características negativas dela. Por isso, procure saber o seu tipo de pele com exatidão. Aqui, vamos te ajudar a desvendar os mistérios de seis tipos de pele: oleosa, sensível, mista, seca, acneica e normal. Contaremos sobre as características variadas de cada uma delas, além de dar dicas do que não fazer e a textura ideal dos produtos para atendê-las.

Pele oleosa

A pele oleosa apresenta excesso na produção de sebo, o que deixa a cútis brilhosa e pegajosa, além de mais propensa ao aparecimento da acne. Sua superfície é mais espessa com poros dilatados, principalmente nas regiões da testa, queixo e nariz, conhecida como zona T. O excesso de sebo da pele oleosa é afetado pela dieta, estresse e hormônios, além da tendência genética.

Normalmente, quando se tem esse tipo de pele, sentimos necessidade de lavar mais vezes o rosto por dia com a intenção de limpá-la. Porém a oleosidade tende a aumentar com certos hábitos, como lavar demais a região e utilizar cremes muito gordurosos. Em tempos mais frios isso também pode acontecer, pois esse sebo é produzido com a intenção de proteger e defender a região dos fatores que estamos expostos durante o dia, como sol, frio, chuva e ar condicionado.

Por ser um dos tipos de cútis mais comuns do Brasil, a variedade de dermocosméticos para ele é bem grande. Para a pele oleosa, os melhores produtos são aqueles livres de óleo e com textura fluida, podendo também ser gel-creme, loção e sérum. Use sempre filtro solar com essas características e também com controle de brilho, efeito mate e não comedogênicos.

Pele sensível

A pele sensível tem pouca tolerância e é propensa a ter reações adversas quando entra em contato com determinadas substâncias. Suas características não têm tanto a ver com deficiência hídrica ou sebácea, podendo ser considerada oleosa ou seca também. É uma condição da pele que pode apresentar reações como coceira, vermelhidão, escamação e manchas, comprometendo sua barreira protetora e deixando-a suscetível à ação de fatores externos, que podem ocasionar irritações ou alergias.

Cútis mais finas como as de bebê, escassas e com desequilíbrio de pH como as envelhecidas e com desequilíbrio hormonal, provocado por gravidez ou estresse, são exemplos de peles sensíveis. Além disso, mudanças externas como oscilação de temperatura, excesso no uso de sabonetes com tensoativos e alguns tratamentos médicos também influenciam na sensibilidade.

Por ser uma pele sensível a produtos como ácidos e outras composições químicas, o ideal para essa cútis é utilizar produtos com agentes físicos, com ação calmante, anti-irritante e sem parabenos. Procure também utilizar água termal para ajudar a acalmar as irritações dessa condição da pele.

Pele seca

A pele seca possui deficiência nos dois quesitos: água e sebo. Ela possui aspecto áspero, opaco e sem brilho e também é considerada desidratada e com tendência a craquelar com facilidade. Com a falta de oleosidade e a perda excessiva de água, a capacidade de proteção da pele é reduzida, o que pode ocasionar coceira, vermelhidão ou repuxá-la com facilidade. Fatores hormonais, idade, condições climáticas, banhos quentes e demorados podem acentuar a situação.

Um dos principais passos para cuidar da pele seca é a hidratação. Ela aumenta o teor de água da cútis, protege e incentiva a renovação celular. Além disso, pessoas com esse tipo de pele tem maior tendência ao aparecimento de rugas, então é interessante aliar seus produtos de tratamento facial com um anti-idade. Em busca das melhores texturas para a pele seca, os cremes e séruns são ideais. Eles possuem alto teor de hidratação e se adaptam melhor ao ressecamento, pois repõem a água da cútis desidratada.

Mais dicas

Pele mista

Pele mista

A pele mista apresenta aspecto oleoso, poros dilatados na região da testa, nariz e queixo (zona T), tem tendência a acne e o aspecto seco nas bochechas e extremidades do rosto, com facilidade para descamação e irritação. Para equilibrá-las é preciso hidratar e controlar a oleosidade, além de evitar adstringência em excesso, soluções alcoólicas e texturas muito cremosas. As texturas mais indicadas para esse tipo de cútis são o sérum, gel e o fluido. Escolha sempre produtos oil-free, pois têm textura leve e não deixam a pele pegajosa.

Pele acneica

Pele acneica

A pele acneica tem textura irregular, poros dilatados, brilho excessivo e possui aspecto gorduroso. A acne é uma doença que causa a formação de cravos, espinhas, pústulas e cistos, pois as glândulas sebáceas secretam as gorduras para criar uma proteção para a cútis, por isso, precisa ser acompanhada por um dermatologista. Os produtos para a pele acneica devem controlar a oleosidade, ter ação secativa e hidratar a cútis, além de serem não comedogênicos e não entupirem os poros. Outro ponto importante é sempre lembrar de retirar a maquiagem e higienizar a pele, para deixar os poros livres.

Pele normal

Pele normal

Essa pele possui textura saudável, produz gordura na quantidade certa, sem excesso de brilho ou de ressecamento, equilibrado com a quantidade de água adequada para a saúde da cútis. Com poros pequenos e pouco evidentes, sua aparência é aveludada e com viço, tendo poucas imperfeições. É essencial manter a pele dessa forma com hidratação. Um dos cuidados mais importantes é que nessas pessoas, na região dos olhos, o aparecimento de rugas é mais intenso. Esse tipo de pele deve ter a rotina igual a de todos os outros: higienizar, tonificar, hidratar e proteger, para manter-se saudável e ficar longe de manchas.

Conheça outros conteúdos