Quais são as principais causas da acne?

Você sabe quais são as causas da acne e das temidas espinhas? Elas são provocadas pela obstrução das glândulas sebáceas, responsáveis pela produção de sebo da pele, e podem ser influenciadas por vários fatores, como excesso de oleosidade, acúmulo de bactérias, desregulação hormonal e tendência à inflamação e ao acúmulo de células e tecidos mortos (queratina).

A acne é muito comum na adolescência, mas ela pode surgir em qualquer época da vida e em várias regiões do corpo, sendo mais frequente em áreas como a face, costas e braços. Os tipos mais comuns são os de grau I, que é caracterizado pelos cravos ou comedões; e grau II, que é a forma inflamatória da doença, como as espinhas.

Ambos podem ser tratados por meio de dermocosméticos com auxílio de uma limpeza de pele feita por um profissional de estética. O acompanhamento com um dermatologista também é indispensável, já que ele é o profissional que irá indicar o melhor tratamento para a pele acneica.

Algumas pessoas ainda insistem em espremer as espinhas. Saiba que isso não é recomendado, pois as nossas mãos e unhas acumulam muitas bactérias. Além disso, esse é um dos principais motivos para o surgimento de manchas e cicatrizes de acne na pele.

Aqui no Beleza com Saúde, você confere os mitos e verdades sobre a acne. Para saber como evitar o surgimento da acne e como tratá-la, continue lendo!

Como cuidar da pele acneica?

Se você possui pele com acne, o primeiro passo é ter uma rotina de cuidados para tratar as áreas já afetadas e evitar o surgimento de novas espinhas. Uma das etapas mais importantes é a higienização, que deve ser feita com dermocosméticos desenvolvidos para o seu tipo de pele. No entanto, o ideal é que a pele seja higienizada no máximo duas vezes ao dia, pois o excesso de limpeza pode desencadear um efeito rebote, onde o corpo produzirá ainda mais oleosidade para repor a que foi retirada.

Aposte em produtos específicos para a pele acneica, como os da linha Acne Solution, da ADCOS. Ideal para a higienização, o Sabonete Antiacne limpa a pele profundamente, enquanto previne e trata a acne, controla a oleosidade, reduz e desobstrui os poros e ainda esfolia a pele suavemente, sem ressecar excessivamente.

Ele é o primeiro sabonete que possui prebióticos, componentes que protegem e estimulam as defesas naturais da pele, devolvendo a força e ajudando na recuperação da proteção imunológica cutânea. Além disso, os prebióticos estimulam a proliferação das bactérias boas que habitam nossa pele, combatendo as bactérias responsáveis pela acne. Ainda, o Sabonete Antiacne possui ácido salicílico, um ativo que diminui as imperfeições da acne, desobstrui os poros e melhora a textura da pele.

Não esqueça de aplicar um protetor solar com toque seco, pois o excesso de exposição solar também pode ser causador de espinhas, que, nesse caso, são chamadas de acnes solares. Para saber como escolher o filtro solar ideal para peles acneicas, clique aqui!

Acne adulta: como tratar?

Engana-se quem pensa que a acne é um problema exclusivo da adolescência. Ela pode acontecer na fase adulta, principalmente em mulheres acima dos 30 anos. Geralmente, é encontrada na parte inferior do rosto, conhecida como zona U (pescoço, queixo e mandíbula), e pode acontecer pelas alterações hormonais durante o período menstrual, menopausa, gravidez e até mesmo a Síndrome dos Ovários Policísticos (SOP).

A acne adulta deve ser tratada o mais breve possível, pois pode afetar a convivência social de quem tem o problema. O primeiro passo é evitar o uso de produtos oleosos, pois eles contribuem para a obstrução dos poros. Depois disso, reforce a higienização da pele com dermocosméticos que trabalhem na renovação da pele.

Um dos produtos indicados é o Sabonete Antiacne! Esse lançamento da ADCOS é uma ótima opção para a hora da higienização, pois ele limpa profundamente sem ressecar, controla a oleosidade da pele e ainda possui efeito mate.

Além do Sabonete Antiacne, aposte em dermocosméticos como o Gel Pontual e o Tônico Secativo, que contam com ativos capazes de secar e cicatrizar espinhas. E, claro, não esqueça que essas técnicas não substituem o tratamento e acompanhamento médico.

Acne: a alimentação pode influenciar?

Alguns hábitos podem evitar o surgimento da acne. Entre eles, está o consumo de alimentos que possuem betacaroteno, uma substância que combate os processos inflamatórios da pele. Portanto, aposte em frutas e verduras amarelas, roxas e verdes, como cenoura, mamão, beterraba, brócolis, rúcula e couve.

Aumente também o consumo de água, pois isso ajuda a eliminar as toxinas que podem agravar os problemas da pele, além de manter o corpo hidratado. E não deixe de reforçar a hidratação da pele com dermocosméticos, inclusive quando ela for oleosa.

Uma dica importante é evitar alimentos gordurosos e frituras, pois eles estimulam a produção das glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade da pele e favorecendo o surgimento da acne. As carnes vermelhas também podem favorecer o aparecimento de espinhas, pois têm alta concentração de ômega 6, uma substância com efeitos pró-inflamatórios. Durante o tratamento, opte por carnes brancas, como peixes.

Muitas pessoas têm dúvidas quanto a relação entre o consumo do chocolate e o aumento das espinhas. No entanto, o que é prejudicial à pele é o açúcar presente na composição do chocolate. Portanto, prefira sempre as versões com porcentagens de cacau mais altas.