Mitos e verdades sobre a acne

Mitos e verdades sobre a acne | ADCOS

Já falamos aqui no Beleza com Saúde sobre a acne na pele adulta, como escolher o protetor solar para pele acneica, como evitar a acne no verão e até demos algumas dicas para tratar a espinha e a acne. No entanto, o assunto ainda é repleto de mitos e estigmas que devem ser quebrados. Somente assim, você conseguirá encontrar um tratamento adequado e não ter medo de consumir algum alimento ou até mesmo usar um dermocosmético diferente. Quer entender mais? A ADCOS explica! Preparamos 12 dúvidas que você provavelmente já teve a respeito.

1) A acne tem cura?

Verdade! Ainda que seja um processo difícil, a acne pode, sim, ser curada e/ou controlada. A Sociedade Brasileira de Dermatologia (SBD) informa que pode durar bastante tempo, e que o ideal é iniciar o tratamento adequado o mais cedo possível. É possível fazer o uso de dermocosméticos que possuem ácido salicílico, como é o caso da linha Acne Solution. Porém, o dermatologista pode indicar o uso de terapia via oral.

2) O chocolate provoca acne?

Em partes. Por ter um alto índice glicêmico, o chocolate estimula a produção de sebo pelas glândulas sebáceas, aumentando a oleosidade da pele e, consequentemente, pode piorar o quadro de espinhas e acne. Alimentos gordurosos, derivados do leite e doces são alguns dos responsáveis pelo agravamento do problema. Por isso, consuma chocolates com moderação, dando preferência aos amargos e meio amargos.

Você pode conferir um conteúdo exclusivo sobre esse tópico clicando aqui, onde explicamos tudo sobre a relação acne e chocolate, e as recomendações adequadas para consumir com moderação!

3) Espremer as espinhas ajuda a eliminar a inflamação?

Mito! Espremer é prejudicial para a pele, pois promove a disseminação da inflamação e pode provocar cicatrizes e lesões. Além disso, caso você esprema a espinha e a pele não esteja limpa, as bactérias das unhas podem entrar na lesão, deixando o local mais dolorido e inchado.

4) Lavar o rosto várias vezes ao dia ajuda a evitar a acne?

Mito! Esse gesto pode inclusive provocar o aumento da oleosidade da pele (o temido efeito rebote). O ideal é higienizar a pele duas vezes ao dia, pela manhã e à noite, com produtos específicos para reduzir a acne. Os produtos devem ser utilizados para tratamento, amenizando assim o quadro de acne e espinhas. Aqui vai uma rotina rápida com produtos da ADCOS que indicamos:

> Comece a rotina lavando o rosto com o Sabonete Antiacne, que possui ácido salicílico, prebióticos, ácido lático e acneol, a combinação perfeita para reduzir o tamanho dos poros, a oleosidade e as inflamações;

> Em seguida, utilize o Tônico Secativo, que irá auxiliar no controle da oleosidade e previne as manchas causadas pela acne inflamatória, além de equilibrar o pH da pele e combater os radicais livres;

> Para uma boa hidratação, utilize o Hyalu Water Gel. Além de ser um dermocosmético antienvelhecimento para peles oleosas, ele também auxilia na síntese de colágeno e no clareamento da pele. Contém em sua fórmula a niacinamida, um potente ativo que ajuda na redução do tamanho dos poros;

> Por fim, não esqueça o protetor solar! Para isso, experimente a Loção Secativa FPS 30, que atua no combate à acne ao mesmo tempo que te protege dos raios solares. Tem efeito mate duradouro e possui anti-inflamatórios em sua fórmula, prevenindo o aparecimento de novas lesões e manchas.

5) Os cravos pretos são “sujos”?

Em partes. Segundo especialistas, os cravos pretos são formados a partir do acúmulo de queratina, bactérias, células e sebo (que não necessariamente são sujeira, mas sim liberados de forma natural pelo corpo). No entanto, a poluição e resíduos de maquiagem também podem contribuir para essa formação.

6) O clima quente faz com que apareçam mais espinhas?

Verdade! Com o calor, a pele tem a tendência de produzir mais oleosidade como forma de proteção. E, com isso, os poros podem acabar sofrendo com a dilatação e favorecer o aparecimento da acne. Por isso, é importante manter a pele sempre limpa, hidratada e protegida, com um protetor solar oil-free e específico para a pele acneica.

7) Menstruação pode causar acne?

Verdade! Pela influência dos hormônios, pode haver piora da acne nos dias anteriores à menstruação. Nesse período, a produção de hormônios aumenta, fazendo com que as glândulas sebáceas também aumentem e, consequentemente, a pele fique mais oleosa.

8) E o anticoncepcional, piora as espinhas?

Em partes. Alguns anticoncepcionais podem sim levar a alterações hormonais e aparecimento da acne, mas alguns são capazes de melhorar o quadro. No entanto, você nunca deve fazer o uso de métodos contraceptivos sem o aconselhamento de um ginecologista, e nem usar nenhum dermocosmético sem a indicação de um dermatologista de sua preferência.

9) O uso da pasta de dente serve como tratamento?

Mito! O produto não possui substâncias eficazes no tratamento da acne e, a longo prazo, pode piorar o quadro. Além de contaminar o local, o uso da pasta de dente dificulta a eliminação da secreção sebácea, obstruindo o local e deixando-o mais irritado e com vermelhidão.

10) Acne é contagiosa?

Mito! Apesar de ser uma infecção, ela não é contagiosa e sua causa varia de pessoa para pessoa. A hereditariedade, por exemplo, é um dos fatores que podem influenciar no seu surgimento.

11) O sol piora a inflamação?

Verdade! O sol pode provocar o aumento da produção de sebo, além de ser a principal causa do envelhecimento e do câncer da pele. A acne solar aparece mais frequentemente no verão devido à exposição excessiva aos raios de sol sem proteção. Inicialmente, pode parecer que o sol está fazendo bem para a sua pele. Porém, o efeito “lisinho” é dado graças ao ressecamento, que faz o corpo produzir mais oleosidade para compensar. Com isso, causa o efeito rebote e ocasiona a produção de sebo excessiva.

12) Cicatrizes de acne não tem cura?

Mito! Existem recursos para tratá-las. Esses procedimentos devem ser realizados por um médico dermatologista experiente e, algumas vezes, são necessárias várias etapas de tratamento para um resultado satisfatório. Você pode fazer um peeling para auxiliar na inflamação, e, também, experimentar uma sessão de microagulhamento (que irá estimular a redução dos poros, na produção de colágeno para deixar a pele mais firme) com um profissional da estética.

Conheça outros conteúdos