Reduza as manchas na pele e os sinais da idade com peeling

Mulher de meia idade ilustra conteúdo sobre peeling para reduzir manchas e com efeito anti-idade

O peeling é um dos procedimentos favoritos para quem costuma frequentar clínicas de estética e cuidar da saúde da pele. Eficaz na redução de manchas e no tratamento dos sinais da idade, o peeling é um aliado poderoso de quem sofre de melasma, rugas e linhas de expressão. Hoje, vamos explicar tudo o que você precisa saber sobre ele, e como cuidar da pele antes e após o procedimento.

O que é o peeling e para que serve

O termo “peeling” vem do inglês “to peel”, que significa “descamar”. Na skincare, o peeling é bastante conhecido como um método de esfoliação, que tem como objetivo retirar as células mortas e acúmulos de resíduos naturais da pele (como queratina, liberados pelo próprio organismo).

Com isso, o peeling é essencial para manter a pele sempre renovada, evitando que os poros fiquem obstruídos e cause problemas, como os comedões (cravos e espinhas) e outras inflamações cutâneas.

Ao realizar o peeling, você estimula a sua pele a produzir novas células, além de aumentar a circulação sanguínea (com massagens faciais ou grânulos para esfoliação), favorecendo a irrigação completa da pele. Por fim, é notável uma pele mais viçosa, iluminada e saudável!

Além disso, o peeling, aliado a determinados tipos de ácidos (como o glicólico e retinóico), também é capaz de retardar os efeitos da idade na pele. Dessa forma, marcas de expressão e rugas mais leves conseguem ser evitadas e até mesmo tratadas, prolongando a aparência jovem da pele.

Peeling físico

Existem dois tipos de peeling: físico e químico. O peeling físico, como o nome já sugere, utiliza de métodos físicos para cumprir seu objetivo na pele. É bastante comum encontrar no mercado produtos em creme e pequenos grânulos, que facilitam o deslize enquanto, por meio da abrasão, estimula a pele a “descamar” células mortas.

Um exemplo disso é Peeling de Hortelã Iluminador, que promove uma esfoliação intensa e segura para tratamentos anti-idade, além da revitalização e iluminação da pele. Sua fórmula contém microcristais de alumina, marfim vegetal e extrato de chá verde, que estimulam a produção de colágeno e elastina, deixando a pele mais firme e fina, também melhorando a microcirculação, com efeitos antioxidantes, refrescante e calmante.

Para utilizá-lo, você deve fazer a aplicação após a higienização completa da pele, aplicando uma camada generosa e realizando movimentos circulares, aproximadamente 15 segundos em cada região do rosto (ou corpo, caso também prefira). Em seguida, enxágue completamente.

Esse tipo de peeling é ideal para iniciar os cuidados com a pele, uma vez que prepara a região para receber outros produtos de tratamento. Dessa forma, a pele conseguirá absorver as substâncias de maneira mais completa, aumentando os benefícios a longo prazo.

Minimamente invasivo e com efeitos que podem ser percebidos desde a primeira sessão, o peeling físico atua como uma esfoliação superficial. Como depende dos chamados “agentes indutores de descamação”, ele não consegue penetrar na pele, restringindo à retirada das células que já atingiram a epiderme, a primeira camada.

Peeling químico

Os peelings químicos, por sua vez, são compostos por substâncias químicas que, para estimular a regeneração da pele, destrói as camadas mais superficiais. Ele acelera o processo de renovação de dentro para fora, promovendo uma descamação fina após o procedimento.

Um dos ativos mais utilizados para o peeling químico é o ácido salicílico, que promove uma esfoliação de forma superficial. Ele promove a melhora do aspecto da pele, reduzindo rugas finas e manchas.

Além disso, costuma ser o método favorito para tratar a pele acneica ou com tendência à acne, já que age de forma secativa nas inflamações e impede que a bactéria causadora delas se prolifere. Caso você queira entender mais sobre esse processo, temos um guia rápido sobre a acne, como evitar e combatê-la de forma descomplicada: você pode conferir clicando aqui!

Como o peeling trata as manchas na pele

As manchas estão entre as principais reclamações recebidas pelos dermatologistas. Elas podem aparecer por diferentes motivos e costumam ser mais comuns durante a idade fértil e a gravidez. São mais fáceis de ser encontradas em regiões que acumulam melanina, como as bochechas e a testa.

Entre os principais fatores que influenciam no aparecimento de manchas estão:

> As mudanças hormonais, frequente especialmente durante a gestação e o período da menopausa;

> Herança genética; e

> Exposição solar excessiva e sem proteção.

Além disso, o peeling é capaz de auxiliar no tratamento do melasma. Para isso, a ADCOS tem uma dupla indispensável de tratamento: o Sérum Renovador e o Melan-Off Concentrado Clareador. Juntos, eles agem de forma potente contra manchas. Com ação clareadora e inibidora da pigmentação, o sérum renovador somado ao concentrado clareador são essenciais para quem lida com melasma. O Peeling Clareador preserva a barreira cutânea, minimizando os danos da luz visível. Ao estimular a retirada de células mortas, também estimula e acelera o surgimento de novas células, contribuindo para um aspecto mais luminoso e uniforme da pele.

Você pode utilizá-los no seu dia a dia (e, é claro, sempre com a recomendação do seu dermatologista), incluindo-os na sua rotina de cuidados com a pele. Para isso, comece usando o Sabonete Glico-Ativo, que age de forma multifuncional: limpa, uniformiza, renova e ilumina a pele.

Já na etapa de higienização, ele atuará como um esfoliante leve, preparando a região para otimizar todos os tratamentos. Com ácido glicólico em sua fórmula, ele auxilia na retirada das células mortas, além de livrar a face de resquícios de oleosidade, maquiagem, protetor solar e poluição. Já a partir daí, você deve sentir sua pele mais fina e perceber uma aparência iluminada e saudável!

Então, sua pele estará pronta para receber o peeling. Aplique o Sérum Renovador por todo o rosto, aguardando completa absorção. Esse dermocosmético possui ácido glicólico, ácido mandélico, ácido lactobiônico e niacinamida: a combinação perfeita pensada para garantir a renovação celular sem deixar a pele sensibilizada. Os primeiros resultados são sentidos em poucos dias de uso, e a recomendação é que ele seja um peeling facial noturno!

A última dica, então, é utilizar o Melan-Off Concentrado Clareador. Com textura leve, esse é um sérum desenvolvido para clarear manchas, deixando a pele mais uniforme. Possui máxima concentração de ativos clareadores e proteção contra a luz visível, prevenindo e tratando os sinais de hiperpigmentação e melasma.

Com niacinamida e ácido salicílico em sua fórmula, esse dermocosmético atua em todas etapas do processo de pigmentação da pele: desde a produção, liberação e armazenamento de melanina. Por não ser fotossensível, pode ser utilizado diariamente, inclusive pela manhã!

Ação anti-idade

Um bom peeling, adequado às necessidades da sua pele, também pode ser capaz de reduzir os temidos sinais da idade, como rugas e linhas de expressão. Na maioria das vezes, os procedimentos que atuam nas camadas médias e profundas da pele são os mais indicados para tratamentos anti-idade.

O peeling estimula a renovação celular, dando lugar a uma pele mais jovem depois do processo de descamação e ainda estimula a produção de colágeno, proteína cujas principais funções são a sustentação da estrutura da pele, além da manutenção de seu tônus, firmeza e resistência.

Com o tempo, as taxas da síntese dessa substância pelo nosso organismo acabam caindo, e o peeling pode ser um grande aliado para conquistar a jovialidade e o viço de volta. No entanto, devem estar atrelados, também, ao uso de produtos que auxiliam na reposição e manutenção.

Para isso, você pode experimentar o Retinol + Ácido Hialurônico, um produto anti-idade que une as duas substâncias preferidas no que diz respeito a diminuição da profundidade das rugas. Com efeito preenchedor e rejuvenescedor, ele proporciona a melhoria do aspecto da pele, garantindo a hidratação e a reorganização da estrutura e sustentação da pele.

#FicaADica!

O uso de protetor solar é fundamental para garantir bons resultados com o peeling e protegê-la de efeitos adversos, como irritação e vermelhidão. Por isso, faça do protetor solar seu melhor amigo, aplicando-o diariamente, mesmo em dias nublados e estando em lugares fechados.

O cuidado deve ser redobrado após o peeling, pois a pele tende a ficar sensibilizada e a exposição solar, principalmente sem proteção, pode prejudicá-la. Procure utilizar produtos com ação calmante, que vão atuar diminuindo a sensação de ardência e a vermelhidão que o peeling pode causar.

Para isso, o segredo é investir no Protetor Solar Fluid Shield Protection FPS 70, que além de altíssimo nível de proteção solar, garante também ação antioxidante e antipoluição, já que contém vitamina C em sua fórmula. Não é preciso se preocupar com aspecto gorduroso na pele: ele foi pensado exatamente para a pele brasileira, com ativos que auxiliam no controle da oleosidade.

Resistente à água, ele protege as células dos danos provenientes da poluição ambiental, agindo por até 10 horas na pele e ainda dando um boost no disfarce das imperfeições imediatamente após uma única aplicação, auxiliando na redução da aparência dos poros e na prevenção de manchas.

Conheça outros conteúdos