Afinal, por que o cabelo cai?

Você sabia que é normal perder cerca de 100 fios de cabelo por dia? De acordo com dermatologistas, essa é a média considerada comum, pois os fios possuem um ciclo de crescimento e queda natural. Porém, ultrapassar essa quantidade pode significar que toda a sua estrutura capilar está fragilizada, desde a raiz até as pontas, por isso a atenção deve ser redobrada.

Quando os fios começarem a ficar quebradiços, você deve procurar um médico para uma avaliação e verificar o que está acontecendo, pois essa deficiência pode ser um sinal de que algo está errado e acabar deixando falhas no couro cabeludo. Vários fatores interferem na saúde do cabelo, como procedimentos químicos em excesso (coloração, progressiva, relaxamento), falta de vitaminas, anemia, estresse, hormônios, excesso de bebidas alcoólicas, tabagismo e até dermatite seborreica (caspa). Se o seu caso for algum desses, o seu dermatologista indicará o melhor tratamento para o problema.

Você conhece a Loção Fito Ativa da ADCOS? É um spray de fácil utilização com nutrientes essenciais que fazem seu cabelo crescer forte e saudável. Clique aqui e conheça!

O que causa a queda de cabelo?

Vários fatores, como vimos anteriormente, afetam os cabelos, levando-os a cair. Alguns podem ser pontuais, como pós-cirurgia, gestação, febre, infecções e outras situações de saúde, resultando na queda capilar mais acentuada por um determinado momento. Mesmo assim, a avaliação do dermatologista deve ser realizada.

Além dos procedimentos químicos também influenciarem na queda, a ausência de vitaminas no corpo, as alterações hormonais e a utilização do secador e chapinha com frequência também danificam os fios do cabelo, tornando-os quebradiços e, consequentemente, intensificam a queda. Outro ponto são os traumas emocionais, como o estresse e a ansiedade, que implicam em uma grande perda de minerais e vitaminas fundamentais para o crescimento e saúde dos fios. Se você está tomando alguns medicamentos fortes, eles também têm como consequência a queda dos cabelos, assim como o tabagismo e a ingestão de bebidas alcoólicas em grandes quantidades e com frequência.

Cuidados para evitar a queda de cabelo

Para evitar que seus cabelos caiam, mantenha-os sempre fortalecidos e saudáveis, com produtos antiqueda e fortalecedores. Preserve sempre seus fios limpos e saudáveis, pois higienizá-los corretamente ajuda as madeixas a não se desprenderem da raiz com facilidade. Como a dermatite seborreica também favorece a queda, quem já foi diagnosticado com a doença pode utilizar as linhas anticaspa, que são indicadas para tratar o couro cabeludo e reduzir o problema. Se houver ausência de vitaminas, o seu médico pode receitar uma reposição oral para ajudar no fortalecimento, assim como medicamentos de aplicação local para auxiliar no crescimento dos fios e evitar a queda.

Caso a sua queda de cabelo não seja resolvida, procure um dermatologista, pois essa intensa frequência na perda dos fios pode levar à calvície. Hoje, alguns procedimentos clínicos já são feitos para solucionar o problema, como laser fracionado, luz infravermelha e microagulhamento.

Algumas dicas para você garantir cabelos saudáveis

Para manter as madeixas sempre saudáveis, comece sempre higienizando bem o couro cabeludo e os fios com um shampoo e condicionador ideal para a sua necessidade. Quando eles ficam sujos por um longo tempo, a queda capilar se agrava, por isso, mantenha-os sempre limpos. Não prenda os cabelos quando estiverem molhados, pois esse hábito favorece o surgimento da caspa, além de causar a proliferação de fungos e bactérias que acabam enfraquecendo a raiz. Além disso, evite lavar o cabelo com água quente, já que a mesma provoca o ressecamento do couro cabeludo, aumentando a queda dos fios.

A alimentação também influencia na saúde dos seus cabelos. Alimente-se bem e mantenha uma dieta rica em vitaminas, minerais e proteínas, pois esses elementos influenciam na saúde dos fios e em seu crescimento. Ainda, evite frituras em excesso, gorduras ruins, álcool e doces, pois eles aceleram a queda, beba, no mínimo, 2 litros de água por dia e inclua em seu dia o consumo de oleaginosas e frutas.