O que causa a retenção de líquidos?

A retenção de líquido é causada pelo acúmulo de água entre as células do corpo. As mulheres são bastante atingidas pelo inchaço, sintoma característico do problema, principalmente durante a menopausa e a TPM. Isso ocorre devido às alterações hormonais que acontecem no organismo durante estas épocas, por isso, é comum sentir que você ganhou peso.

Entre os elementos que compõem nosso corpo, mais de dois terços deles são líquidos, responsáveis por diferentes funções. Quando há um desequilíbrio no organismo, eles podem acabar sendo retidos e causando o inchaço corporal. As áreas que mais sofrem com a retenção de líquido são as pernas, os braços, o tronco e o rosto.

Alguns dos fatores que podem ocasionar essa disfunção são as variações de pressão sanguínea, a ingestão inadequada da quantidade de proteínas e sais, o sedentarismo, os problemas hormonais, alguns medicamentos, a ação da força gravitacional e a má circulação em algumas regiões.

Quais são seus efeitos e como tratar o problema

Além do inchaço que a retenção de líquido geralmente causa, é possível observar outros sintomas, como dores corporais, estresse, ressecamento na pele e desconforto intestinal. A retenção de líquido e as alterações hormonais também podem provocar o agravamento e persistência da celulite

Para combater o inchaço e a retenção de líquido, o ideal é garantir o bom funcionamento do organismo com uma alimentação saudável e balanceada, com frutas diuréticas, magnésio, potássio, vitaminas e cálcio. Além disso, beba no mínimo dois litros de água por dia, isso vai impulsionar a eliminação de toxinas do seu corpo e o bom funcionamento dos rins.

A drenagem linfática e as massagens com cremes que contêm ativos aliados na redução de medidas, do inchaço e da celulite, juntos aos bons hábitos alimentares, são a solução para a retenção de líquido.

Dicas para prevenir a retenção

Alguns hábitos podem te ajudar a prevenir a retenção de líquido e o inchaço que ela causa. Se, no final do dia, você fica com as pernas e pés inchados, deite com eles mais elevados que o corpo quando chegar em casa. Além disso, pratique exercícios físicos que trabalhem as pernas, como caminhadas e passeios de bicicleta. Caso você trabalhe muito tempo na mesma posição, seja sentada ou em pé, faça pausas durante o dia para se movimentar e estimular a circulação corporal.

Quanto à dieta, evite alimentos ricos em sódio, açúcar, conservantes e embutidos, como refrigerantes, fast food e carboidratos simples. Prefira alimentos frescos como, por exemplo, legumes, verduras, leguminosas e oleaginosas. Além disso, beber água é muito importante, já que a desidratação é uma das causas da retenção de líquido. Por isso, quanto mais água você ingerir, mais toxinas irá eliminar pela urina, o que diminui o inchaço.

Melancia, melão, abacaxi e pera são exemplos de frutas com nutrientes com alto poder diurético, que ajudam a eliminar toxinas através da urina. Também é importante consumir alimentos probióticos, como os iogurtes, que tornam a flora intestinal mais saudável, além de ajudar a absorver melhor os nutrientes e diminuir o inchaço.

Estou retendo líquido? Quais ativos podem me ajudar?

Se a balança marcou alguns quilinhos a mais, a causa pode ser a retenção de líquidos. Para identificar o problema, pressione as áreas do corpo que costumam ficar inchadas, como as pernas e os braços. Caso uma “covinha” se forme e a pele demore a voltar para o lugar, isso significa que você está retendo líquidos, mas não precisa se preocupar!

Com a dieta balanceada da qual já falamos e os dermocosméticos ideais, você consegue diminuir o inchaço e a retenção de líquido. Procure ativos como o Pro Sirtuin, que ativa a lipólise (quebra da gordura), limita a formação de novas células de gordura, reduz a inflamação, melhorando a drenagem e redução da celulite. Os extratos marinhos também são grandes aliados na redução do inchaço, como o Dermochlorella®, que melhora a microcirculação da pele, atuando nas imperfeições vasculares e na drenagem linfática.