Por que a hidratação do corpo e da pele é importante

A hidratação nada mais é do que a reposição de água no organismo, equilibrando a composição corporal. Ela representa entre 50 e 65% do nosso corpo e é essencial para o bom funcionamento do nosso sistema, inclusive para a pele. A hidratação diária é fundamental para essa reposição ser bem-sucedida, tanto pela ingestão de líquidos quanto pelo uso de hidratantes, lembrando sempre de utilizar produtos específicos para cada tipo de pele.

Quando a pele está hidratada, ela possui aspecto saudável, jovial e firme. Em casos de desidratação, a cútis fica áspera, opaca e sem vida, com contornos rugosos que ressaltam rugas e linhas de expressão. É importante utilizar produtos hidratantes que retêm a água necessária para prevenir o aparecimento desses sinais da idade e também de estrias.

A hidratação apropriada impede descamação, coceira, aspereza e sensibilidade, características de uma pele ressecada. Por isso, é essencial ingerir água regularmente, para ajudar na manutenção, bom funcionamento do organismo e evitar que esse ressecamento apareça. São indicados cerca de 2 a 3 litros ao longo do dia.

Por que devemos usar produtos diferentes no corpo e no rosto?

É muito comum ter essa dúvida: o hidratante corporal pode, eventualmente, ser aplicado no rosto? Cada área possui necessidades e características diferentes, exigindo produtos específicos. Caso sejam utilizados em locais inadequados, há chances de surgirem efeitos indesejados, como reações alérgicas.

A textura da pele do rosto é diferente da do corpo, requerendo produtos adaptáveis para cada tipo. O rosto possui a pele mais fina, que pede uma textura mais leve, produtos que se adaptam a ela e até alguns ativos anti-idade. Já no corpo, onde a pele é mais grossa, o toque do produto deve ser mais denso para, além de hidratar, estimular a renovação celular.

Hidratação em áreas específicas

Áreas como mãos, joelhos, cotovelos e pés costumam ser as mais ressecadas. Essas regiões são extremamente expostas e muito afetadas pela temperatura, pelo vento e pela umidade. Por serem áreas de dobras e apoio, os joelhos e cotovelos sofrem traumas com o passar do tempo, precisando de cuidados especiais. Investir na hidratação dessas áreas, principalmente à noite, pode ajudar com a melhora do ressecamento, pois durante o sono o corpo fica mais suscetível à penetração dos ativos hidratantes.

Para que essas áreas e também o resto do corpo mantenham-se hidratados, evite banhos com água muito quente, já que a temperatura elimina a oleosidade natural da pele, contribuindo para o ressecamento. Esfregar demais a pele pode danificar a região, portanto, realize movimentos suaves e delicados. Procure sempre hidratar a pele com produtos adequados e também ingerindo água, assim, você manterá sua cútis saudável e bonita.

Hidratação para cada tipo de pele. Todas precisam?

Sim, todas as peles precisam de hidratação, inclusive a pele oleosa. Esse tipo de cútis, se não estiver hidratada, ficará ressecada, deixando-a ainda mais oleosa. Diferente do que muitos pensam, o excesso de oleosidade não garante a hidratação do local, isso porque esse sebo em grande quantidade está apontando que há um desequilíbrio entre água e oleosidade na pele, e as substâncias não se misturam.

Por isso é essencial que, na hora de escolher o seu hidratante, você opte por um produto apropriado para a sua pele. Cada tipo de cútis possui necessidades específicas e escolher uma textura de hidratante que seja compatível com o que a sua pele precisa é o melhor caminho a seguir. Por exemplo, para pele oleosa, as texturas leves e não gordurosas são as melhores. Para pele seca, os hidratantes mais densos, com maior teor de óleos, são os indicados, como cremes ou loções cremosas.