Hábitos que aceleram a perda do colágeno na pele

O colágeno é uma proteína fundamental para a saúde e beleza da pele. De acordo com a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a partir dos 25 anos, o corpo diminui sua produção, o que contribui para o aparecimento da flacidez, das rugas e linhas finas. No entanto, você pode evitar certos hábitos que aceleram a perda de colágeno e ainda adquirir outros para repor a substância. Saiba mais neste post do Beleza com Saúde, da ADCOS.

O que é colágeno e qual a sua principal função?

O colágeno representa 70% de toda a proteína da pele e é uma substância que as células produzem naturalmente. É responsável por manter a estrutura, a firmeza e a elasticidade. O colágeno para pele é um grande aliado de sua saúde e beleza.

Mais do que ser responsável por manter a pele firme, o colágeno também é muito importante para os cabelos, unhas, músculos, ligamentos, tendões e articulações. A substância pode ser encontrado em alguns alimentos, como carnes, gelatina e em dermocosméticos e suplementos alimentares.

O que acelera a perda de colágeno na pele?

Como destacamos anteriormente, segundo a Sociedade Brasileira de Dermatologia, a partir dos 25 anos é necessário começar os cuidados para minimizar o aparecimento de rugas e manchas na pele. Isso porque, nessa idade inicia-se a atividade de uma enzima que degrada as fibras de colágeno e a elastina, começando o processo de envelhecimento. Já após os 50 anos, o corpo perde em um ritmo maior essa proteína. É nessa fase que surgem rugas profundas, sulcos, flacidez e alteração no contorno da face.

Importante destacar que a quantidade de colágeno da pele pode ser afetada e acelerada por diversos fatores intrínsecos ou extrínsecos. É possível ter menos colágeno, por exemplo, ao fazer dietas restritivas e ingerir poucas fontes de proteína, como carnes brancas e vermelhas, ou por não estimular sua produção por meio do uso de dermocosméticos.

Hábitos como o consumo exagerado de açúcar, exposição ao sol sem proteção e até mesmo o estresse podem acelerar a perda. Os principais sinais poderão ser percebidos nos cabelos, que ficam mais finos, na flacidez e perda de elasticidade da pele, no surgimento de rugas e linhas de expressão, no afinamento e desidratação da pele. Além disso, as unhas ficam mais fracas e podem aparecer estrias.

O tabagismo também é uma prática que deve ser evitada. Isso porque, quem tem o costume de fumar possui menos fibras colágenas na pele e ainda está mais suscetível ao envelhecimento precoce. Além disso, há diminuição dos níveis de Vitamina C, o que gera radicais livres que destroem e impedem a formação de novas fibras de colágeno.

Fotoproteção para evitar a perda do colágeno

Apesar da perda de colágeno ser um processo natural, é possível retardar sua redução e manter a pele jovem por mais tempo.  Para prevenir o envelhecimento, o câncer da pele, manchas e a perda do colágeno, o primeiro passo é evitar a exposição solar, principalmente sem proteção.

Os raios solares destroem as fibras colágenas por meio de um processo denominado elastose solar, deixando a pele mais fina, amarelada, com vasos e poros dilatados, além de estimular o aparecimento de rugas. Além da proteção solar, proteção ao DNA celular e ação antioxidante, a ADCOS garante em toda a sua linha de fotoproteção diária ação antiglicante, com ativos que protegem da degradação que o açúcar causa no colágeno. Desta linha sugerimos o Protetor Solar Tonalizante FPS 50 Duo Cake, que possui ação antienvelhecimento e proteção contra a luz visível. Sua fórmula com Ácido Hialurônico reduz rugas e linhas de expressão, confere efeito mate e hidratação intensiva.

Uma outra excelente opção é o Protetor Solar Mousse FPS 50 – ideal para peles sensíveis e oleosas. Além de proteger e reverter os danos das fibras de colágeno, melhorando a firmeza e prevenindo a flacidez, esse dermocosmético atua no controle da oleosidade.

Como estimular o colágeno na pele e como recuperá-lo?

Há diversas formas de estimular a produção de colágeno para pele e repor a substância. Exemplos que podem ser citados: por meio de uma alimentação nutritiva e do uso de dermocosméticos. Invista em alimentos ricos em Vitamina C como laranja, limão e mamão, além de outros que contêm colágeno: carnes, gelatinas, ovos e castanhas.

O uso de dermocosméticos ajuda a incentivar a produção de colágeno. Procure produtos que contenham ativos como o Retinol e alfa-hidroxiácidos. O Retinol Área Olhos, reduz até as rugas mais profundas, estimula a produção de colágeno, deixa a pele ao redor dos olhos mais firme e luminosa e proporciona um rejuvenescimento de dentro para fora. Os resultados já podem ser percebidos desde a primeira semana de uso, devido sua potente ação de renovação celular.

A ADCOS possui uma linha focada em colágeno para pele: a linha Collagen. São 4 produtos disponíveis para quem quer estimular, proteger, repor e reparar o colágeno. O Collagen Sérum é um sérum facial que promove firmeza e sustentação, melhorando os contornos da face e a densidade da pele. O Collagen Tônico Tensor possui ação firmante, efeito lifting e tensor imediato e visível, equilibra o pH da pele e tem ação antiglicante e antioxidante. O Collagen Filler Up é um creme hidratante leve que aumenta a densidade, redefine contornos, preenche rugas e linhas e reestrutura a arquitetura cutânea.

Colágeno para pele: Pescoço e Colo

Se você busca um produto antienvelhecimento para a área do pescoço e colo, você deve conhecer o Collagen Pescoço e Colo, lançamento da ADCOS para essas áreas específicas. Enriquecido com Peptídeos Pró-Colágeno, Bioestimuladores, Niacinamida, Néctar de Flores e Extrato de Semente de Jojoba, ele proporciona firmeza e sustentação, reduz rugas na região, organiza as fibras de colágeno, resultando em uma pele mais firme, com efeito lifting e ação tensora e antiglicante.

Esses produtos não são testados em animais (cruelty free), não possui parabenos, corantes, glúten, derivados do leite e é dermatologicamente testado.

Conheça outros conteúdos